O Pix rapidamente se tornou um dos métodos de pagamento preferidos dos brasileiros. O recurso foi lançado em 2020 como alternativa às transferências bancárias tradicionais como DOC e TED. A escassez de taxas e o imediatismo do sistema chamam a atenção de clientes e abrem novas oportunidades para os varejistas.

Segundo um levantamento da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), aproximadamente 70% dos brasileiros pagam suas compras com o Pix.

publicidade

Leia mais:

“O Pix é hoje uma das principais alternativas de pagamento do comércio físico ou online. O presente e futuro dos varejistas está diretamente ligado à adoção deste sistema que é amplamente utilizado pelo consumidor brasileiro para realizar suas compras”, explica Rogério Albuquerque, head de produtos da Card, empresa de meios de pagamento brasileira.

Além de diminuir a probabilidade de desistência de compras, o Pix oferece aos varejistas taxas mais baixas em comparação aos outros métodos de pagamento, permitindo que eles criem ofertas especiais para seus consumidores e novas oportunidades para pequenas empresas.

O final de 2022 promete ser mais intenso para os lojistas e e-commerce brasileiros. Pela primeira vez, a Black Friday será realizada paralelamente à Copa do Mundo e, à medida que essa época se aproxima, ainda acontecem as festas de fim de ano.

Pix

Para atender a essa procura, a CNDL informou que precisava abrir 37 mil vagas temporárias para a festa de fim de ano, somente no estado de São Paulo.

Com datas importantes se aproximando, o comércio se prepara para “abraçar” as oportunidades. “Os varejistas podem tanto no online quanto no físico repassar descontos por meio do Pix, e essa é apenas uma das possibilidades existentes dentro deste campo, voltadas para as datas importantes que acontecem neste fim de ano. O Pix pode ser o grande protagonista das vendas em 2022”, conta Rogério.

Sendo assim, a comodidade oferecida pelo Pix deve torná-lo o melhor meio de pagamento para mais brasileiros nos próximos anos, aumentando assim as vendas no varejo online e físico.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!