Para levar uma vida mais saudável e sustentável, muitos trocam o volante sempre que possível pela bike. Ainda assim, o carro continua sendo o meio de transporte mais popular, especialmente nos grandes centros. Com o “boom” recente no mercado de bicicletas elétricas, um novo modelo da chinesa Fiido chega com a promessa de virar esse jogo.

A fabricante acaba de atualizar a sua e-bike T1 com mais recursos e afirma que a novidade é “tão competente quanto os automóveis” na hora de levar as compras do mercado ou deixar os filhos na escola.

publicidade
  • O modelo é “poderoso e robusto” e, segundo a marca, também não decepciona fora da estrada.
  • Sua bateria de 960 Wh fica instalada sob o assento, é compatível com carregamento rápido e oferece um alcance de 100 km por carga rodando na velocidade máxima (45 km/h).
  • Acelerando menos e ajustando o pedal assistido para modos mais econômicos, a autonomia pode chegar a 150 km.
  • O motor de cubo traseiro, por sua vez, atinge uma potência de pico de 750 W.
  • A T1 vem ainda com pneus mais largos de 20”, suspensão dianteira e assento com absorção de choque para rodar nas trilhas.
  • A capacidade máxima de carga útil é de 200 kg (incluindo o peso do ciclista) e a bike pesa 32 kg, na média de outras e-bikes da categoria de carga.
Bicicleta elétrica Fiido T1
Nova Fiido T1 possui uma cesta frontal integrada. Imagem: Fiido/Divulgação

Vale lembrar vários fatores influenciam na autonomia de uma e-bike, como o modo de pilotagem, a quantidade de peso no veículo e até o clima, ainda assim, o número é o suficiente para trajetos curtos na cidade.

Também há luzes dianteiras e traseiras na bike e o banco traseiro permite levar um passageiro ou bagagem extra na garupa. Imagem: Fiido/Divulgação

A bike também é resistente a água e poeira e, segundo a fabricante, é adequada para ciclistas entre 1,60 m e 2 m de altura.

Veja também:

Preço e disponibilidade

Por enquanto, modelo está disponível oficialmente nos EUA, Europa, Reino Unido e Canadá e pode ser comprado pelo site da Fiido a partir de US$ 1.599, cerca de R$ 8,3 mil em conversão direta.

No fim, o valor parece alto, no entanto, fica um pouco acima da média do salário mínimo americano, o que significa que se trata de uma bike relativamente acessível e de gama intermediária.

Imagem principal: Fiido/Divulgação

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!