Todo mundo já ouviu falar em startup e, geralmente, trata-se de assunto relacionado a uma companhia de tecnologia. Mas, afinal, o que é uma startup e como ela difere de uma empresa comum? Nesta matéria, o Olhar Digital vai te responder essas questões e dar ainda dar exemplos de startups recentes.

O que é uma startup?

Startup é uma empresa iniciante de pequeno porte e com baixo custo de investimento. Ela pode ser em qualquer segmento, embora, normalmente, a gente encontre mais em tecnologia.

publicidade

Ao invés de ser uma regra, isso ocorre mais por conveniência, pois é mais barato criar uma empresa de serviço pela internet do que uma vender em uma loja ou criar um produto físico.

Garagem da casa de Steve Jobs, onde a Apple foi criada
Garagem da casa de Steve Jobs, onde a Apple foi criada. Imagem: Andrew V Marcus / Shutterstock

O conceito, já conhecido antes da criação da Apple e Microsoft, é cercado por uma aura romantizada: jovens idealistas trabalhando em torno de uma grande ideia. Porém, mundialmente, o termo (formalmente escrito com hífen, como “start-up”) ficou popular com a bolha da internet, ocorrida na década de 1990.

Leia também:

Outras definições possíveis

Assim como na vida, existem outras explicações sobre o que é uma startup, como:

  • Empresa inovadora com baixo custo de manutenção e que cresce rapidamente;
  • Empresa em busca de um modelo de negócios repetível e escalável em um cenário de incerteza.

Sobre essas definições, vale explicar algumas questões. Modelo de negócios é como a empresa transforma seu trabalho em dinheiro. Por exemplo, o Google ganha dinheiro com cada clique nos anúncios, enquanto o iFood cobra uma porcentagem dos restaurantes cadastrados na plataforma.

iFood é uma startup inovadora
Pedir comida pelo celular ou computador é a ideia inovadora do iFood. Imagem: Leonidas Santana / Shutterstock

Já a ideia de repetição significa a capacidade de a empresa entregar o mesmo produto novamente com a mesma qualidade.

Enquanto escalável diz respeito a capacidade de crescer sem que isso influencie no modelo de negócios. Ou seja, ela precisa manter o baixo custo e crescer exponencialmente.

Pessoalmente, considero que a alma da startup é uma ideia de negócio disruptiva. Ela pode se traduzir não necessariamente em um produto novo, mas em uma forma de fazer inovadora.

Quando uma startup é um unicórnio?

Uma startup se chama unicórnio quando ela alcança um bilhão de dólares em valor de mercado. Para chegar a essa marca, muitas startups recebem aportes milionários de investidores de risco, os chamados “anjos“. Depois, é comum também que essas empresas abram seu capital e façam a oferta de ações na bolsa de valores (as chamadas IPOs).

O que é um unicórnio
Unicórnios são startups que atingiram o valor de mercado de um bilhão de dólares. Imagem: Sergey_T / Shutterstock

Como o nome sugere, unicórnio significa um animal raro. De acordo com a Associação Brasileira de Startups, em 2017, existiam 227 startups no mundo, mas, em 2018, já eram 263. Em janeiro de 2023, segundo o CB Insights, considerando apenas unicórnios, temos 1.205 mil.

Exemplos de startups

  • ByteDance
  • Discord
  • Doméstika
  • Loggi
  • Neon
  • OpenAI (criadora do ChatGPT)
  • OpenSea
  • Olist
  • SpaceX
  • Shein
  • Vice

Qual é a diferença entre empresa e startup?

Legalmente, não existe diferença entre uma empresa e startup. Ou seja, as características que comentamos nesse texto que fazem da startup o que ela é. Em resumo:

  • Está no estágio inicial;
  • Tem um perfil inovador;
  • Mantém os custos baixos;
  • Tem um modelo de negócio repetível e escalável;
  • É adaptável em um cenário de incerteza.

Além disso, geralmente tem investimento de terceiros e a tecnologia está no core do modelo de negócio.

Com informações do Sebrae, Abstartups, CB Insights e N&T Advogados.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!